• Fabiano Trovo

Tintas: qual escolher?

Com tantas opções de tintas no mercado, tanto em cores, quanto em preço e qualidade, como escolher? A primeira definição é qual ambiente, externo ou interno, da casa ou apartamento será pintado, pois cada tipo de tinta é mais indicado a determinado tipo de superfície. A escolha correta permitirá que as paredes, portas, janelas ou outro material tenha melhor acabamento e a pintura maior durabilidade.





Outro fator importante a ser observado quanto à pintura é sempre começar pelo teto, depois as paredes, portas, janelas e, por último, os rodapés. Porém, antes de começar é importante que o ambiente esteja, de preferência, vazio. Caso não seja possível tirar todos os móveis, arraste-os para o centro e forre-os muito bem com panos, para que nenhum pingo de tinta caia sobre eles. O chão deve ser coberto com jornal, além disso, tenha sempre por perto um produto para tirar manchas de tinta e espátulas para raspar, quanto antes você remover os pingos, melhor.

Para executar a pintura o ambiente já deve estar com as paredes devidamente preparadas. A eletricidade deve permanecer desligada durante todo processo. Tome cuidado com as tomadas e interruptores, removendo-os ou forrando-os com fita crepe.


Em razão dessa grande variedade de opções, o Gerencia Obras traz algumas diferenças básicas existentes no grupo de tintas, afinal não existe uma única tinta para todas as superfícies e usos.


* Cal: É uma tinta barata e de fácil aplicação, usada preferencialmente em muros e paredes externas.

* Látex ou PVA: Tinta feita à base de água, geralmente utilizada em pintura de paredes internas, principalmente para tetos e áreas secas que dispensam manutenção constante. A tinta seca rapidamente e o acabamento em látex é adequado para a parte interna, que pode ser limpa apenas com um pano úmido. O produto não é adequado para áreas molhadas ou que possam receber chuva, e para recobrimentos de acabamento em alto brilho.

* Acrílica: Também é uma tinta feita à base solúvel em água. É indicada para pinturas internas e externas; seca rapidamente. A diferença é que sua fórmula contém resinas acrílicas, o que proporciona ao produto alta impermeabilidade, tornando-o bem eficaz para pinturas externas. Essa impermeabilidade também o permite ser bem indicado para as áreas molhadas da casa, como na cozinha e lavabo. As tintas acrílicas podem ser lavadas, ao contrário do látex, que deve ser limpo apenas com pano úmido.

* Fosco: Esta tinta e menos resistente à limpeza, no entanto, ressalta menos as imperfeições da parede.

* Semibrilho: Tem brilho e resiste mais à limpeza do que a tinta fosca. Devido ao brilho, destaca mais as imperfeições da parede.

* Acetinada: Dá um toque sofisticado a parede, com brilho suave, que resiste bem à limpeza. Mas, assim como a tinta semibrilho, ela destaca as imperfeições da parede.





* Emborrachadas: São indicadas para pintura de paredes externas, como fachadas e muros. Possuem uma película flexível que acompanha a dilatação e retração da argamassa sob mudança de temperatura, protegendo a parede da umidade, da chuva e do sol.

* Laváveis: Têm acabamento acetinado e oferecem grande resistência à limpeza, sendo ideal para ambientes com grande fluxo de gente, principalmente crianças. Esta tinta pode ser usada tanto em ambientes internos como externos.

* Esmalte: São feitos a partir de solventes e apresentam cheiro forte e secagem demorada. Mas, há fabricantes que estão produzindo esmaltes à base de água, que resultam em produtos de baixo odor e secagem rápida. Podem ter acabamento fosco, alto brilho e acetinado. São indicados para superfícies de madeira, metal e azulejos, inclusive em áreas externas, pois oferecem boa resistência à ação da chuva e do sol.



* Verniz: São produtos fabricados a partir de solvente que oferecem proteção a superfícies de madeira. Costumam ser transparentes, com acabamento fosco, acetinado ou brilhante. Mas há também vernizes pigmentados e com acabamentos especiais que simulam a cor de madeiras nobres. Assim como os esmaltes, também existem alguns vernizes à base de água. Os vernizes formam uma película protetora que impede a absorção de água.

* À óleo: A tinta a óleo dá um acabamento que pode ser fosco ou brilhante. É utilizada geralmente em pinturas como móveis, janelas e portas. O óleo garante impermeabilidade à penetração de água, sendo um protetor para materiais como madeira e ferro.

* Epóxi: Tinta resistente a produtos químicos, como os de limpeza. É ideal para pintura de banheiros, pisos, azulejos. Existem versões do epóxi à base de solventes ou à base de água. É um produto que necessita de aplicação por profissional.

* Acústica: Criada para ser usada em telha de teto acústico, essa tinta dá uma cobertura sem prejudicar as qualidades acústicas da telha.

* Isolante térmica: Indicada principalmente para atenuar o calor, esta tinta é um revestimento flexível e resistente, à base de água, usadas em lajes, telhados, caixas d’água e paredes.

* Magnética: É uma tinta com carga magnética, permitindo a aderência de ímãs.


E você, já está fazendo a gestão da sua obras? Conheça o Gerencia Obras.

0 visualização

© Gerencia Obras

Todos os direitos reservados.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle